terça-feira, 20 de julho de 2010

Sobre sonhos, medos e segredos.

“Sonhos vêem e vão, os nossos principalmente. Mas qual é o teu segredo? Do que você tem medo? Eu sempre estive do seu lado. Pode confiar em mim...” – Era o que tinha escrito naquele pedaço de papel que atravessou a porta do meu quarto.

Já fazia algumas horas desde que eu entrara ali. Me olhei no espelho, e pude perceber que minha maquiagem estava toda borrada e meu cabelo todo bagunçado. Não deveria ter chorado do jeito que chorei, e muito menos fugido daquela forma. Mas não havia outra saída, eu ainda estava confusa e não tinha certeza do que realmente queria.

Alguns minutos depois de ter lido o bilhete, resolvi, então, abrir a porta. Ainda não sabia o que me esperava do lado de fora. Confiei no autor do bilhete, que só poderia ser uma pessoa.

Veja como você esta Susan. – Falava enquanto passava a mão no meu rosto, tentando me arrumar novamente. – Vamos conversar. Fique tranqüila, tudo vai ficar bem. Você só precisa me falar qual foi o motivo dessa sua fuga desesperada.

Ainda chorando, tentei explicar-lhe o que havia acontecido.

– Lembra aquele dia que nos conhecemos? – Ele balançou a cabeça concordando comigo. – E que conversamos sobre nossos sonhos, a maneira de realizá-los e também de todos os nossos medos? – Mais uma vez ele balançara a cabeça, afirmando. – Então, hoje me deparei mais uma vez com esse dilema. Não consegui encontrar uma resposta adequada para todas essas perguntas. Sempre vivi de sonhos, dos maiores que alguém pode conhecer. Confesso que impossíveis também, mas nunca desisti deles. Sempre quis viajar pelo mundo, conhecendo todos os países. Trocando experiências, cultura e até mesmo ajudando quem precisasse. Hoje, já não sei direito qual é o meu verdadeiro sonho.

“Estou muito feliz sim, claro que estou. Não vou negar isso nunca. Mas agora tudo é muito diferente. As coisas mudaram e só agora me dei conta disso. Tentei continuar, seguir em frente, lutei contra eu mesma. E foi ai que o meu grande medo apareceu. Perder você. Sei que estou parecendo uma menininha apaixonada falando assim desse jeito. Mas olha pra mim – Dei uma volta no mesmo eixo para mostrar-lhe como estava vestida – ainda estou aqui, e assim desse jeito.”

Então me explique melhor, porque eu ainda não estou entendendo. Você tem medo de me perder, mas isso não vai acontecer. Eu prometo. E tu sabes, acima de todos, o quanto eu te amo. E não vou te deixar por ai. Eu só quero entender. Me fale, que segredo é esse que você tanto tenta esconder de mim. – Enquanto ele falava, uma pequena lágrima caia de seus lindos olhos castanhos.

Oh meu amor, me desculpe por tudo isso. – Passo minha mão pelo seu rosto, limpando as lágrimas que ainda continuavam caindo. – É só o medo de te perder mesmo. Eu juro. Não existe segredo nenhum. – Abaixo a cabeça, e começo a chorar junto com ele. – Existe uma pessoa. Alguém com quem eu tenho me encontrado já faz uns meses. – Observei que seu rosto havia mudado. Agora ele não estava só triste, também parecia estar magoado e com raiva. – Oh seu bobo, não fique ai pensando besteira. A pessoa que eu venho me encontrando me deu boas notícias. Quer dizer, pelo menos eu acho que são boas. Eu estou grávida.

Tive medo de olhar nos seus olhos, não sabia o que iria encontrar. Tive medo de lhe dar essa noticia antes, porque ele podia não me querer mais. Algum tempo depois de ter falado tudo aquilo, tomei coragem e olhei para ele. Quando o vi chorando, chorei junto. Quando ele me viu olhando nos seus olhos e chorando também, correu para me abraçar.

– Depois você vem falar que eu sou bobo. Passou tanto tempo guardando esse segredo. Eu to com raiva de você. É, eu to com muita raiva de você. – Depois de suas palavras, eu chorei ainda mais. Ele continuou falando e sorrindo. – Sim, raiva por estar atrasado na compra de todos os presentes do nosso filho. Essa foi a melhor noticia de todas. Eu vou ser pai. Eu vou ser pai. – Ele sorria sem parar, não conseguia parar de chorar, e nem de me abraçar e beijar.

– Me desculpa por não ter contado antes. É que eu não sabia que você ia ficar tão feliz assim.

– Falta só uma coisa... – ele tirou de dentro do paletó uma caixinha – Você ainda vai querer casar comigo? Aproveite, já estamos arrumados para um casamento mesmo.

Eu não conseguia parar de sorrir. Afinal eu tinha fugido do meu próprio casamento.

- Sim, é claro que eu ainda quero casar com você.

Dei mais uma olhada no espelho. Arrumei o cabelo, peguei o véu de cima da cama e o coloquei. Logo em seguida peguei o buquê de rosas vermelhas, e sai de mãos dadas com o meu futuro marido a caminho da eterna felicidade.

Pauta para o Bloínquês

26º edição musical

17 comentários:

  1. Que lindo Mandy, casar assim é perfeito, amor é sempre especial demais!
    Um beijo da Ju

    ResponderExcluir
  2. Que história linda... eu tbm quero uma eterna felicidade (será que existe) :D

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Mandy, passei rapidinho só pra desejar feliz dia do amigo. afinal, amigo de blog também é amigo né? rs e de qualquer forma, você deve saber mais sobre mim do que muita gente rs

    enfim, obrigada pelo carinho.
    essa amizade entre palavras é tudo de bom ♥

    ResponderExcluir
  4. Ouun, que lindo, um casamento e um bebê a caminho...
    adorei o texto, parabéns e boa sorte =)

    e feliz dia do Amigo (atrasado, haha)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Ownn,Mandy!

    Que bonitinho,menina do céu!

    Parabéns!
    Gostei!

    Bjinhos =)

    PS: Uma gracinha o novo template! =D

    e feliz dia do amigo(atrasado rsrs)!***

    ResponderExcluir
  6. Tá, eu dei um suspiro longo quando eu terminei de ler esse texto.
    Tão intenso.
    Saudades daqui.

    ResponderExcluir
  7. se fosse meu casamento, o vestido ia ser PRETO ROCK N ROLL MUAHAHAHA

    ResponderExcluir
  8. ja ganhou ja ganhou ja ganhou o/
    ksoakso
    xx

    ResponderExcluir
  9. mudei o texto. passa lá de novo :P

    ResponderExcluir
  10. Feliz dia do amigo liiiiiinda *-* E , que texto lindo viu ? *-* parabéns, os dias que você não posta, dá saudade de ler seus posts. *.*

    ResponderExcluir
  11. Que linda história!Nossa,no começo pensei que seria um final de um relacionamento,rs

    Muito bem escrita!*.*
    Hey você é de Belém!Também sou!É tão bom encontrar blogueiros da cidade,hehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. adorei :D beiijos flor.
    vou voltar mais vezes.

    ResponderExcluir
  13. cara, você escreve muito bem sério.
    beijo

    ResponderExcluir
  14. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah *-*
    meu preferido :D

    cara, essa menina aí sou eu, não é possível.
    não, não tô grávida nem vou casar, mas todos esses medos que ela sentiu são tão meus.

    ah, mandy, tá PERFEITO!
    tipo, dá pra ir imaginando as cenas direitinho e tal, como um filme,
    me peguei sorrindo feito boba lendo isso tudo.

    lindo, lindo, lindo ♥

    ResponderExcluir
  15. E quem disse que conto de fadas não existe??

    Basta ser a pessoa certa,que qualquer lugar será o certo..

    ResponderExcluir

Volte sempre, querido(a) :}