terça-feira, 3 de agosto de 2010

As três Marias


Como sempre fazia, estava lá novamente deitado na grama observando o céu. Me sentia flutuando entre as nuvens e me perdia no meio dos meus próprios pensamentos. Era uma sensação muito agradável, logo que chegava perto do fim do mês ficava ansioso para viajar e, enfim, aproveitar a tranqüilidade do céu. E foi assim que aconteceu, em um verão a alguns anos atrás.

A cena foi exatamente a mesma, mas com um detalhe diferente. Depois de começar a minha viagem ao mundo dos meus próprios pensamentos, apareceu uma garota e fez tudo ir por ‘água abaixo’. Ela era uma moça muito bonita, e logo chamou a minha atenção. Estava a procura das duas irmãs, e queria saber se eu tinha visto alguma. Lá pelo meio da ‘conversa’ eu decidi ajuda-lá a procurar.

Passamos horas e horas andando pela cidadezinha e nada. Qualquer um podia achar que aquilo tinha sido só perda de tempo, mas pra mim não. Eu estava completamente encantado com a beleza e com o bom humor dela, e (pra falar a verdade) também tinha adorado ter sido interrompido. Nós dois conversamos sobre tudo, ela me contou da sua vida, mas escondeu algumas coisas. Eu perguntei sobre as duas irmãs dela, mas ela também não disse muita coisa. Sempre repetia a mesma frase ‘nós viemos de muito longe e não conhecemos nada por aqui’.

Passamos uns dois dias procurando por elas. Eu já estava consciente que tinha me apaixonado e queria ter a certeza que ela também por mim, mas tinha medo de uma resposta negativa por isso fiquei calado. No final do dia conseguimos, finalmente, encontrar as outras duas Marias (descobri depois de um tempo que as três tinham o mesmo nome).

Com a felicidade pairando no ar, decidi me declarar para ela. E foi ai que veio a noticia. Eu tinha me apaixonado por uma estrela que tinha descido do céu por causa de um simples desentendimento. Descobri que elas eram as três marias que vivem lá próximo à lua. E que, mesmo sem saber, eu sempre ficava deitado por horas observando.

Desde esse dia, sempre que eu olho pro céu e vejo aquelas três estrelinhas enfileiradas ali, eu lembro do dia em que eu as ajudei. E também do dia em que eu me apaixonei perdidamente por um olhar brilhante, e pelo sorriso mais sincero.

____

Olá meus lindos, desculpem pela demora na atualização do blog. E também pela minha ausência nos comentários de vocês. Férias é assim mesmo, mas agora já voltou tudo ao normal. E eu prometo, ou melhor, eu juro que vou passar no blog de todos. Senti muita saudade. Ah, e se não tiver muito bom o texto... eu prometo tentar melhorar também.

19 comentários:

  1. Que liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo .
    Você fez falta viw *-*

    ResponderExcluir
  2. Esse texto me lembrou o filme "Stardust", muito lindo a forma como vc descreveu =)

    Sua viajante sumida, haha... pelo menos aproveitou bem as férias, descansa bastante pra me visitar depois, haha...

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  3. Ô Mandy como vc é inspiradora garota...
    Gosto tanto dos seus textos.
    Qria agradecer pelo teu carinho em meu blog
    Msm eu ausente, vc sempre esteve por lá...
    Me sinto mto feliz e privilegiada por isso...
    Uma excelente semana flor
    Bjin
    =)

    ResponderExcluir
  4. Oin que fofo Mandy *o*
    HAhhahhaha'
    de nada por quase-te-matar-e-depois-te-salvar hahhahah'
    Vamo fazer o filme? ahahhahah'
    acho que seria o fracasso de bilheteria! ;p

    Bjs amiga!

    ResponderExcluir
  5. Ficou tão lindo. Diferente (L)
    As três Marias, estou olhando pra elas agora.

    ResponderExcluir
  6. Nunca na vida eu imaginar que a garota era um estrela!
    Gostei, pena que o rapaz ficou sozinho...
    Já que passei por aqui, um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Mandy!
    Que conto mais inusitado. Que conto mais bonito.
    Eu adoro olhar as estrelas, deitar no chão e me sentir pairar lá em cima. As estrelas são lindas e não tem como não se apaioxonar, não é?
    A-do-rei! ♥

    Acho que eu vi uma metáfora aí dentro, hein? Um brinde aos amores inalcansáveis! o/

    ResponderExcluir
  8. o texto está lindo querida! quanta inspiração! parabéns! até a próxima postagem, te espero lá no meu.. viu? rs

    ResponderExcluir
  9. nossa, muito lindo mesmo.
    você escreve muito bem.
    um beijo.

    ResponderExcluir
  10. O que enrriqueceu meesmo o texto foram os detalhes. Muito bom mesmo, Mandy. Apaixonante!

    ( =

    Você fez falta SIM. Sumir na blogsfera é normal... acontece com todos. Hehe'

    Fique com Deus, querida!

    ResponderExcluir
  11. Amores impossíveis, conheço bem hehe

    ResponderExcluir
  12. lá vou eu utilizar meu clichê: você arrasa!
    de verdade, meeeeeeeesmo.
    esse texto me lembrou meus amigos que eu acho mesmo que são estrelas e estão comigo pra me mostrar o caminho *-*

    adorei, mandy.
    sempre adoro ♥

    ResponderExcluir
  13. As três Marias fazem parte do cinturão de Gêmeos. E eu adoro parar para observá-las, quando me é possível. rs

    Não vou ficar muito tempo longe, minha flor.
    Estou aproveitando o repouso da cirurgia para colocar minha vida no lugar. Prometo voltar em breve :)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Que liiiiiiiiiiiiiiiiiiindo! Sempre aparecem estrelinhas em nossa vida, que não apagam seu brilho nunca.
    Você dá saudades garota, parabéns. ♥

    ResponderExcluir
  15. as estrelas são mais constantes, pior se fosse a lua...
    beijo!

    ResponderExcluir
  16. Mandy, que lindooo..acho perfeito olhar para o céu, traz tanta inspiração e a noite também é apaixonante, e ainda encontrar um olhar distante é mágico!
    Um beijo da Ju
    ótimo fim de semana tá!

    ResponderExcluir

Volte sempre, querido(a) :}